Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Homofobia no futebol

E o futebol? Vai conseguir calar a voz dos cânticos e gritos homofóbicos?

27/08/2019 às 12:06


Causou muita repercussão nas redes sociais e no noticiário esportivo o cântico homofóbico da torcida do Vasco da Gama na partida do último domingo em São Januário diante do São Paulo.

Conforme determina as portarias da FIFA e decisões do STF - Supremo Tribunal Federal -  a Procuradoria do STJD orientou os árbitros a paralisar os jogos quando dos cânticos e gritos de tal natureza. Após, relatar na súmula. As federações, os clubes e as torcidas foram avisadas que as punições passam por multas e até a perda de pontos.

A ideia é banir tais comportamentos do futebol. Aliás, no Brasil, as campanhas educativas sempre saem da maior paixão do pais. Seja cantando o hino nacional, uso de bebidas alcoólicas e agora a homofobia.

A CBF foi várias vezes multadas nas Olimpíadas Rio 2016 e nas eliminatórias Rússia 2018 devido ao mal comportamento das torcidas em diversas cidades brasileiras diante dos adversários. Sempre que o goleiro rival cobrava um tiro de meta ecoava os gritos de “bicha”.

Para muitos, apenas uma brincadeira. Entretanto, as entidades COI e FIFA penalizaram os cofres da CBF com pesadas multas.

Agora, é ficar atento e se reeducar nas arquibancadas. 

Me lembro no colégio, lá em Formiga/MG, quando alguém falava um palavrão na sala de aula a professora gritava que ali não era campo de futebol.

Como disse o técnico Cuca do São Paulo, campeão de Libertadores pelo Atlético, muita gente não acreditava que a lei que proibia fumar dentro dos bares, restaurantes e aviões ia emplacar. E emplacou.

E o futebol? Vai conseguir calar a voz dos cânticos e gritos homofóbicos?

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link